FANDOM

CAVBR

  • Vivo em Brazil
  • Minha profissão é Student
  • Eu sou Male
Edição feita às 18h48min de 17 de junho de 2017 por CAVBR (mural | contribuições)

| Mural de mensagens:CAVBR

Minha história com Yu-Gi-Oh!

Em 2006, eu já tinha tido contado com mini-cards piratas de Yu-Gi-Oh! GX (quando nem tinha começado a ser exibido na Nickelodeon), que vinham em envelopes de cards de outras coisas que faziam sucesso na época.

Mas minha história com Yu-Gi-Oh! efetivamente começou em 2008, ao ver que meu primo tinha DVDs com os episódios de Yu-Gi-Oh! Duel Monsters ripados da exibição da Nickelodeon. Sempre que o visitava, o via assistindo, e um certo dia (pra ser mais exato, dia 4 de Novembro de 2008), tomei a decisão de pedir emprestado um dos DVDs que ele tinha pra começar a assistir o anime. O curioso é que comecei a ver desde o começo, já que os primeiros DVDs não estavam com ele na época (na verdade, o DVD mais antigo que ele tinha que descobri posteriormente erá a partir do episódio 57). Logo, o primeiro episódio que assisti já compreendia a saga do Noah (pra ser mais exato, o primeiro episódio que assisti foi o 107). Depois disso, nunca mais parei de acompanhar Yu-Gi-Oh!

Depois de acompanhar todos os episódios de Yu-Gi-Oh! Duel Monsters a partir do ponto em que comecei, em 6 de Julho de 2009, comecei a acompanhar Yu-Gi-Oh! GX pelo mesmo esquema. O problema é que o meu primo não tinha os DVDs com todos os 155 episódios já de cara, então tinha que esperar até ele adquirir um novo DVD, enquanto já ia fuçando as músicas, as imagens, as aberturas e encerramentos e dando uma olhada nos episódios na lan house. Mas ele só conseguiu os DVDs do GX até o episódio 140. Eu só acompanhei os 15 episódios dublados restantes efetivamente quando a 3ª Temporada foi exibida na RedeTV!, entre 4 de Outubro de 2010 e 30 de Dezembro de 2010.

Yu-Gi-Oh! 5D's eu só fui assistir 3 anos depois, legendado mesmo (já que não saiu mais nada dublado depois do GX). Mas parei no episódio 64 (que encerra a 1ª temporada da série). Ainda pretendo ver os episódios restantes, mas ainda prefiro aguardar os desdobramentos referentes aos episódios dublados da série, que estão demorando pra sair.

Yu-Gi-Oh! Zexal e ARC-V eu ainda não tive interesse de acompanhar (acompanhei só o primeiro episódio de ambos). Mas pretendo fazer isso um dia.

E Yu-Gi-Oh! VRAINS, que estou dando uma olhada, mais porque achei o enredo bastante promissor. Mas ver 1 episódio por semana de Yu-Gi-Oh! não está me agradando muito, então estou levemente inclinado a deixá-lo pendente por um tempo, e assisti-lo mais pra frente, ou só assistir os episódios que parecem ser interessantes.

Vale mencionar o Yu-Gi-Oh! Zero, que já tinha tido a oportunidade de acompanhar no passado, mas não me sentia encorajado a continuar. Mas depois de muito resistir, finalmente eu o assisti em 2017. Encorajo bastante o projeto de fandublagem dessa série, feita pelo Walcyr Anicieto sob o Projeto VoxDub

Quanto aos filmes, comecei por "Vínculos Além do Tempo" legendado, em 2011. Depois, assisti "Pirâmide de Luz" (filme bem arrastado nas duas versões, mas me arrependo de não tê-lo acompanhado nas ocasiões em que foi exibido no SBT, e lamento o canal não apresentá-lo mais desde 2010). Depois, assisti o de 1999 (mesmo sem ter visto Yu-Gi-Oh! Zero). Depois vi "Vínculos Além do Tempo" dublado (fiquei bem ansioso quando saiu, e embora lamento o Marcelo Campos não ter dublado o Yugi, acho que o trabalho ficou bem interessante). E mais recentemente assisti "The Dark Side Of Dimensions" (na época em que a versão ocidental vazou na internet, e um fã legendou-a; ainda não vi a versão original legendada; e aguardo ansioso o mesmo ser disponibilizado dublado).

Quanto ao mangá, não acompanhei a série original (embora tenha gostado bastante da comparação entre o anime e o mangá que o fandubber e youtuber Marcelo "Sahgo" Gouveia fez). Estou lendo devagar o mangá de Yu-Gi-Oh! GX. Ainda pretendo ler o mangá das séries seguintes. E li o mangá one-shot "Transcend Game", prólogo do filme "The Dark Side Of Dimensions".

Quanto ao famoso jogo de cartas, eu estou bem longe de ser um jogador experiente, embora também não posso dizer que sou um amador. Ainda não aprendi a fazer as Pendulum Summon e Link Summon. Mas aprendi bastante coisa com o simulador YGOPro (até mesmo o comportamento dos jogadores hehehe), além de ter jogado várias vezes os jogos "The Beginning of Destiny", "Tag Force" e "Tag Force 3", que meu primo tinha. De 2008 até 2014, ganhei um monte de cartas (a maioria piratas) de diferentes formas (jogando o popular "bafo", ganhando de presente, etc.). Mas destaco que em 2011, um colega de escola me presenteou com várias cartas do OCG que guardo até hoje (veio até um "Dragão Branco de Olhos Azuis" original do TCG).

Lamento bastante (e até hoje) a 4Kids não ter trabalhado com os episódios 156 ao 180 do GX, ou mesmo uma empresa daqui não ter corrido atrás dos episódios em japonês mesmo (tal como fez a Itália), e finalizar efetivamente a dublagem (que embora tenha cometido muitas gafes e erros toscos e tenha tido muitas trocas de vozes de forma desnecessária, eu até admiro pelas vozes escaladas, especialmente as do Rodrigo Andreatto no Jaden, da Samira Fernandes na Alexis, do Márcio Araújo no Aster e do Marco Aurélio Campos no Zane). Ainda torço para que a 4K Media (subsidiária da Konami, que pegou em 2012, no leilão dos ativos da já enfraquecida 4Kids, os direitos de ocidentalização dos animes de Yu-Gi-Oh!) lance, pelo menos em DVD ou streaming, os episódios restantes de Yu-Gi-Oh! GX na sua versão, pra que uma empresa daqui possa correr atrás da dublagem, mas ela não parece dar sinais de que pretende fazer isso, infelizmente. Mesma coisa Yu-Gi-Oh! 5D's, que ela deixou de trabalhar com os episódios 111 ao 123, 130 e 137 ao 154 (esperto os alemães, que exibiram a segunda temporada que veio direto do Japão).

Lamento também a dublagem das séries da franquia aqui no Brasil ter desandado depois de Yu-Gi-Oh! GX. Depois que a Nickelodeon deixou de se interessar pelos animes da franquia, a situação mudou pra pior aqui no Brasil. A dublagem do filme "Vínculos Além do Tempo" demorou pra sair, Yu-Gi-Oh! 5D's demorou bastante pra dar as caras dublado, e pra piorar, só tem 13 episódios até hoje, e bem mal dublados. E nem sinal das séries posteriores, muito menos o filme "The Dark Side Of Dimensions".

Como admirador da franquia há quase 10 anos, espero que ela tenha dias melhores aqui no Brasil, que os animes voltem a repercutir como na época em que o Duel Monsters era exibido pela Globo, que o jogo continue crescendo e deixe de ser tanto uma coisa de nicho, e que o público brasileiro ser mais tolerante com animações mais maduras e pare de dar palpite e tirar conclusões em coisas que não conhecem direito.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.